Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministros das Finanças chegam a acordo sobre supervisor bancário único

Economia

  • 333

O "histórico" acordo foi alcançado após 14 horas de negociações e a menos de 12 horas da cimeira dos líderes da União Europeia

Os ministros das Finanças da União Europeia (UE) chegaram, esta madrugada, a um acordo sobre a criação de um supervisor bancário único, anunciou o ministro das Finanças do Chipre, país que assume atualmente a presidência do bloco.

O "histórico" acordo foi alcançado após 14 horas de negociações e a menos de 12 horas da cimeira dos líderes da UE, indicou Vassos Shiarly, na conferência de imprensa que se seguiu ao encontro.

"Estabelecer uma união bancária constitui um elemento chave nos nossos planos", realçou, apontando que "o principal objetivo passa por restaurar a confiança no setor bancário".

O futuro mecanismo único de supervisão bancária entrará em vigor a 01  de março de 2014, indicou o comissário europeu responsável pelos Assuntos  Financeiros, Michel Barnier. 

"Ficou decidido que o mecanismo único de supervisão bancária entra em  vigor a 01 de março de 2014. Ficará operacional a partir desta data, com  alguma flexibilidade", aditou Barnier, citado pela agência noticiosa francesa  AFP. 

Na cimeira de outubro, os líderes apontaram 01 de janeiro de 2013 como  a meta para o arranque do mecanismo, o qual deverá abranger todos os bancos  da zona euro, num total de cerca de 6.000. 

Os 27 alcançaram um compromisso sobre os pontos que permaneciam 'bloqueados'  há meses: o âmbito de aplicação da supervisão direta pelo Banco Central  Europeu (BCE), liderado por Mario Draghi (na foto), a articulação entre a Autoridade Bancária Europeia (que terá  um papel de regulador) e o BCE e a forma de separar as duas funções do BCE:  a de política monetária da zona euro e a precisamente a de supervisão, já  que esta última envolve países que não fazem parte da moeda única.