Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

IRS: Solteiros perdem rendimento com salários brutos a partir de 2.615 euros

Economia

  • 333

Os contribuites solteiros do setor privado que recebam um salário bruto a partir de 2.615 euros vão passar a levar menos dinheiro para casa mesmo que recebam os subsídios em duodécimos

Segundo as contas da consultora PricewaterhouseCoopers (PwC), com base nas tabelas de retenção na fonte aprovadas segunda-feira pelo Governo, um contribuinte solteiro sem filhos que receba um salário bruto de 2.615 euros vai ter um aumento da taxa de retenção na fonte de 3,5 pontos: passa de 24% em 2012 para 27,5% em 2013.

Com esta subida, com a aplicação da sobretaxa de IRS de 3,5% e com os descontos para a segurança social, o rendimento mensal líquido deste contribuinte passará a ser de 1.569,03 euros, um corte de 131,32 euros face ao que recebia em 2012.

E mesmo que este contribuinte opte por receber 50% do seu subsídio de férias e de Natal em duodécimos, o seu salário liquido, após esse duodécimo também ter sido tributado, apenas será de 1.699,77 euros, um valor que fica ligeiramente abaixo dos 1.700,35 euros que efectivamente recebia em 2012.