Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo admite recuar na redução do subsídio de desemprego

Economia

  • 333

O ministro da Solidariedade e Segurança Social, Luís Pedro Mota Soares, admite que a redução do limite mínimo para o subsídio de desemprego pode não avançar por causa da "menor aceitação" por parte dos parceiros sociais

"Estamos disponíveis para introduzir alterações [à proposta enviada aos parceiros sociais na terça-feira], nomeadamente no subsídio de desemprego, que foi a [proposta] que teve menor aceitação por parte dos parceiros sociais", disse o governante, em declarações aos jornalistas.

O ministro argumentou que a redução de 350 milhões de euros em certas prestações sociais "não é liberdade do Estado, é uma obrigação do Governo" que decorre do memorando assinado com a 'troika' em 2011, daí que, diz Mota Soares, "quem assinou o memorando tem menor legitimidade para criticar".