Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FMI diz que rigidez do mercado laboral explica desemprego jovem

Economia

  • 333

O chefe de missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), Abebe Selassie defende uma ainda maior flexibilização do mercado laboral

A elevada taxa de desemprego jovem em Portugal deve-se em grande medida à rigidez do mercado laboral, afirmou o chefe de missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), Abebe Selassie, num documento divulgado hoje.

"A recessão tem claramente um grande papel no aumento total do desemprego. Quanto ao motivo pelo qual os jovens foram particularmente afetados, há alguma segmentação no mercado laboral português entre quem tem empregos garantidos e quem está a tentar entrar no mercado de emprego", declarou Selassie num documento anexo ao relatório do FMI sobre a quarta revisão do memorando de entendimento entre Portugal e a 'troika', hoje divulgado.

"O primeiro grupo tem fortes proteções ao emprego e tende a estar protegido [dos despedimentos], enquanto os trabalhadores jovens empregados com contratos mais flexíveis tendem a sofrer mais o impacto quando as empresas enfrentam dificuldades económicas", continua o funcionário etíope do FMI. "Isto explica em parte porque é que os jovens foram tão afetados pela recessão."