Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dicas para poupar na fatura da energia

Economia

  • 333

Os operadores do mercado livre oferecem descontos, mas os preços vão aumentar. Confira as suas opções

As tarifas reguladas da eletricidade e do gás acabam este ano, mas os consumidores domésticos têm um período de três anos para procurar um comercializador de mercado, beneficiando, até final de 2015, das tarifas transitórias fixadas pela ERSE. Mas, atenção: os preços passarão a ser revistos de três em três meses e serão tendencialmente mais altos que no mercado livre, de modo a incentivar a transferência. Se fizerem já a mudança, os consumidores poupam, no mínimo, 5% na fatura mensal, caso optem pelo mesmo fornecedor para a eletricidade e o gás. Contudo, o alívio mensal na despesa das famílias não durará muito. O esperado aumento dos custos de produção fará com que os preços da energia subam ainda mais, tanto no mercado regulado como no mercado livre. Em janeiro, a eletricidade aumenta 2,8% e o gás 2,5%, para quem se mantiver no mercado regulado.

Como fazer a mudança

Escolha o novo fornecedor em três passos. A mudança é gratuita e não implica a substituição do contador, a menos que o solicite

1 - Consultar a lista de comercializadores em www.erse.pt. Na eletricidade, as empresas mais ativas são a EDP, Galp Energia e Endesa. No gás, são a Galp, EDP e Goldenergy

2 - Comparar preços, condições e prazos de pagamento, promoções e outros. A ERSE e a Deco dispõem de simuladores de preços

3 - Celebrar o contrato de fornecimento. O comercializador escolhido tratará de todo o processo de mudança, num prazo máximo de três semanas, sem que haja interrupção do fornecimento