Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Detalhes que atenuam a austeridade... lá fora

Economia

  • 333

Eis alguns exemplos de medidas, algumas delas com peso meramente simbólico, que, se aplicadas em Portugal, poderiam aliviar o ritmo a que os portugueses estão a ir para a rua protestar

Em Portugal, a crise está a ser enfrentada, basicamente, à custa do aumento da receita fiscal, com cortes... no rendimento disponível das famílias. Aumentam-se os impostos, cortam-se as deduções, reduz-se o subsídio de desemprego e o abono de família, eliminam-se salários, ou parte deles, em nome da consolidação das contas públicas. Também se vai tentando cortar na despesa do Estado, de forma tímida, extinguindo umas fundações ou acabando com algumas rendas excessivas como a da energia.

O desemprego aumenta, o consumo interno cai, a economia fica ainda mais deprimida. Nada de muito diferente do que se passa um pouco por toda a Europa, incluindo nos colossos económicos, como a França e a Espanha. Porém, e ao contrário do que sucede em Portugal, lá fora vão sendo dados sinais de que a fatura da crise é para ser paga por todos. Trata-se de decisões diferentes, ligeiras nuances na forma de atacar o problema, que, por cá, poderiam fazer toda a diferença.

Eis alguns exemplos de medidas, algumas delas com peso meramente simbólico, que, se aplicadas em Portugal, poderiam aliviar o ritmo a que os portugueses estão a ir para a rua protestar.