Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quatro mortos, cinco feridos graves: a negra cronologia dos acidentes na mina de Aljustrel

Economia

Marcos Borga

Desde que a mina reabriu, há nove anos, a sinistralidade tem sido bastante elevada

2010
UM MORTO


1 de setembro

Um dumper descontrolado embate nas paredes da galeria da mina e o condutor morre.

2015
UM MORTO, UM FERIDO GRAVE


19 de maio

Um trabalhador de um subempreiteiro morre ao cair dentro de um silo de depósito de minério, enquanto reparava uma tela.


6 de outubro

Um trabalhador sofre queimaduras graves numa mão, no braço e na face.

2017
UM FERIDO GRAVE


6 de outubro

Uma colisão entre um dumper e uma carrinha, no interior da mina, provoca ferimentos graves a um dos ocupantes.

2019
DOIS MORTOS, três FERIDOS GRAVES


11 de fevereiro

Uma carrinha cai num fosso de 40 metros. O condutor morre e o ocupante fica gravemente ferido.


7 de março

Um trabalhador de um subempreiteiro morre quando uma peça da roupa que vestia é colhida pela tomada de força de um trator.


17 de junho

Um acidente à superfície, durante o manuseamento de um tubo de ar comprimido, provocou ferimentos num trabalhador, embora sem gravidade.


8 de julho
Um trabalhador sofreu ferimentos graves por eletrocussão durante a manutenção da lavaria.

30 setembro

Um trabalhador sofreu lesões numa mão quando manobrava tubos de perfuração no depósito do Gavião para o consórcio Almina/EDM.