Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Agora já pode usar o Facebook no escritório

Economia

  • 333

Com o Workplace, acabam-se as desculpas para passar o dia todo no Facebook. E nem precisa de usar o velhinho email para contactar os colegas de trabalho

Os trabalhadores de todo o mundo têm finalmente a desculpa perfeita para usarem o Facebook durante as horas de expediente. Uma nova ferramenta, chamada Workplace, está disponível para as empresas de todos os tamanhos desde o início da semana, funcionando como uma alternativa ao email. Na prática, funciona como uma versão do Facebook à qual só os colegas de trabalho podem aceder. Pelo menos por enquanto.

Serão mais de mil as empresas – como o Royal Bank of Scotland, Club Med, Danone, Starbucks - que já aderiram em fase experimental ao Workplace, que é, desde há anos, usado internamente pelos cerca de 14 500 colaboradores do próprio Facebook. “Percebemos que as pessoas querem mais visibilidade e transparência nas empresas, e o Facebook é uma boa maneira de o fazer”, disse ao Business Insider o diretor de recursos humanos da empresa, Lori Goler.

Veja o vídeo divulgado ontem pelo Facebook

Como funciona

Funciona da mesma maneira do que o Facebook mas é restrito aos colegas de trabalho, podendo ser acedido através do computador, do telefone móvel ou de outro dispositivo com ligação à Internet. Através do Workplace, os trabalhadores de uma empresa podem receber o feed de notícias, enviar mensagens e apresentações em vídeo e comunicar, ou fazer brainstorming, com grupos de utilizadores privados, utilizando uma versão do Messanger. Podem (e devem) também separar as contas pessoais das profissionais. Mas há coisas diferentes. No Workplace, os colegas não podem ser adicionados como amigos da mesma forma que no Facebook para uso pessoal, mas podem ser “seguidos” para estar a par do que publicam.

Mais funcionalidades

Em breve, as empresas poderão comunicar através do Workplace com outras empresas, permitindo aos colaboradores de diferentes organizações trocarem em tempo real informações escritas, vídeos e ficheiros de áudio sobre ideias e projetos comuns. Qualquer empregado poderá também comunicar em direto por vídeo com os colegas.

Quanto custa

O preço mensal é fixado por utilizador, de modo a permitir que os custos das empresas diminuam à medida que cresce o número de utilizadores. Os valores divulgados pelo Facebook começam nos 3 dólares mensais (cerca de 2,7 euros) por utilizador para os primeiros mil ativos, descendo para 2 dólares quando o número de utilizadores de uma empresa ultrapassa os mil mas fica aquém dos 10 mil. A partir desse número, desce para 1 dólar mensal por utilizador. As organizações não lucrativas ou vocacionadas para o ensino e a educação estão isentas.