Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ciclismo: Giro d'Italia começou hoje em… Israel

Desporto

Primeira etapa do Giro d'Italia - conta-relógio individual - hoje em Israel

Tim de Waele/Getty

Jerusalém é o palco para o início da Volta a Itália em bicicleta. É a primeira vez que um Tour começa fora da Europa

Pela primeira vez um dos Grand Tours de ciclismo começa fora das fronteiras europeias, mais propriamente em Israel.

A Volta a Itália, conhecida como Giro, teve hoje início em Jerusalém e a polémica escolha do local não se fez esperar. Segundo a imprensa especializada, Israel terá pago 10 milhões de euros à organização para que a prova começasse ali.

A controvérsia surgiu logo que foi anunciado o percurso do Giro. O ministro dos negócios estrangeiro italiano aconselhou que a primeira etapa fosse “em Jerusalém Ocidental” devido ao conflito entre palestinianos e israelitas sobre a cidade, mas a ministra do desporto de Israel não aceitou essa premissa e ameaçou retirar o apoio, já que isso “seria quebrar o acordo inicial”. E acrescentou: “Em Jerusalém, capital de Israel, não há parte Ocidental e Oriental”.

Por seu lado, Sharaf Qutaifan, da Campanha Palestina para o Boicote Académico e Cultural de Israel disse: “Começar o Giro em Israel, para todos os intentos, premeia Israel por décadas de abusos dos direitos humanos contra o povo palestiniano, incluindo os atletas.”

Certo é que, hoje, as 22 equipas já realizaram o conta-relógio individual do Giro em Jerusalém e vão cumprir mais outras duas etapas no mesmo território, num total de 405,7 quilómetros. Só na quarta etapa, dia 8, é que a volta entra no seu país.

O Giro já começou por 11 vezes fora de Itália, incluindo Belfast (Irlanda), Atenas (Grécia) ou Monte Carlo (Mónaco), mas nunca tinha acontecido um início fora da Europa.

A centésima primeira edição do Giro d'Italia – um dos três Grand Tours, ao lado da Vuelta a España e ao Tour de France – impõe, assim, uma nova marca no ciclismo internacional.

Até 27 de maio, dia em que termina a prova em Roma, os atletas pão pedalar 3 562,9 quilómetros. O único português em competição é José Gonçalves.