Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Kikas perdeu na final mas fez história na mesma

Desporto

Nuno Botelho

Nunca um surfista português conseguira disputar uma final de uma etapa do circuito mundial de surf. Frederico Morais teve uma prestação brilhante em Jeffreys Bay, na África do Sul

Frederico Morais perdeu hoje a final da etapa sul-africana do circuito mundial de surf para o brasileiro Filipe Toledo.

Depois de se ter tornado no primeiro português a marcar presença numa final de uma prova do circuito mundial de surf, ao derrotar nas meias-finais outro brasileiro, Gabriel Medina, Frederico Morais acabou por perder por uma diferença de 0,27 pontos, ao efetuar 8,33 e 9,40 (17,73), contra os 8,83 e 9,17 (18,00) de Toledo.

Com este resultado, o surfista português deu um salto no 'ranking' mundial, subindo de 18.º para 12.º e ficando assim cada vez mais perto de assegurar a manutenção entre a elite do surf mundial.

'Kikas' tornou-se assim no primeiro português a chegar a uma final de um campeonato, depois de na quarta-feira ter igualado a presença nas meias-finais alcançada por Vasco Ribeiro, na etapa de Peniche de 2015, e por Tiago Pires, que, durante os sete anos entre a elite, chegou por três vezes às meias-finais.

‘Saca' foi terceiro classificado no Rip Curl Pro Search, em Bali, em 2008, no Quiksilver Pro France, em Hossegor, em 2009, e no Quiksilver Pro Gold Coast, na Austrália, em 2011, tendo sido afastado das finais por Freddy Patacchia Jr, Mick Fanning e Kelly Slater, respetivamente.