Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Siza Vieira leva mármore de Estremoz a Nova Iorque

Cultura

A peça chama-se Hell's Kitchen Bench e é um banco feito de mármore de Estremoz e madeira de mogno feito para o edifício que Siza Vieira projetou em Nova Iorque

Alexandre Paulo

1 / 5

© Slideshow

2 / 5

© Slideshow

Siza Vieira com Guta Moura Guedes na apresentação do banco Hell's Kitchen Bench, em Nova Iorque
3 / 5

Siza Vieira com Guta Moura Guedes na apresentação do banco Hell's Kitchen Bench, em Nova Iorque

© Slideshow

4 / 5

© Slideshow

5 / 5

© Slideshow

Um banco em mármore de Estremoz e madeira de mogno desenhado por Siza Vieira foi apresentado ao público esta terça-feira, 24, em Nova Iorque, e será instalado no átrio de entrada do arranha-céus, ainda em construção, projetado pelo arquiteto do Porto na ilha de Manhattan (a sua primjeiro obra no Estados Unidos da América). A peça tem 4,6 metros de comprimento e evidencia bem o estilo de Siza Vieira que, na apresentação, brincou com o nome escolhido para o banco: Hell’s Kitchen Bench, esperando que a experiência de quem nele se senta não seja infernal.”

Esta é uma iniciativa que se integra no projeto Primeira Pedra, promovido pela Associação Portuguesa das Indústrias de Mármores e Granitos para explorar o potencial da pedra portuguesa através do desenvolvimento de aplicações inovadoras e foi a responsável pela ExperimentaDesign, Guta Moura Guedes, a fazer o desafio ao arquitecto. O objetivo deste programa promover, internacionalmente, a versatilidade e a capacidade do ‘cluster’ português da pedra. Entre 2016 e 2017, o Primeira Pedra concretizou três projetos de investigação e desenvolvimento – Resistance, Still Motion e Common Sense que se materializaram em exposições e apresentações em Veneza, Milão, Weil am Rhein, São Paulo, Londres e Nova Iorque.

Cofinanciado pelo Portugal2020/Compete 202, o Primeira Pedra terá mais duas apresentações no próximo ano, a primeira em Paris seguindo-se, depois, Lisboa que encerrará o programa ao englobar todos os projetos e peças desenvolvidos ao longo dos últimos quatro anos.