Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Como se retratam duas cidades como Pequim e Xangai em escultura de baixo-relevo? Fomos à China ver a resposta de Vhils

Cultura

André Moreira

A VISÃO viajou até Xangai, China, para ver de perto o trabalho de Alexandre Farto, mais conhecido como Vhils, que acaba de inaugurar a exposição REALM, onde se cruzam retratos e cenas urbanas das duas cidades

André Moreira

André Moreira

Jornalista Multimédia

Depois de mês e meio de residência em Pequim que resultou na exposição IMPRINT, em 2017, o artista visual português regressou agora à China para inaugurar REALM, que abriu as portas no passado dia 23, em Xangai. Vhils continua, assim, a sua relação de sete anos com o país asiático (expôs em Xangai pela primeira vez em 2012), que parece estar para durar.

São 26 as peças incluídas em REALM, feitas a partir da técnica de escultura de baixo-relevo em paredes/painéis, bem característica do artista. Ali se cruzam retratos e cenas urbanas, inspirados nas duas cidades e nos seus habitantes, estabelecendo um diálogo entre elas. A exposição ficará na estará na Galeria Danysz, situada no número 256 da Beijing Lu (Rua de Pequim), em Xangai, até 25 de maio.

(A VISÃO viajou a convite do Vhils Studio)

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA