Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Salvador Sobral deu a Portugal a primeira vitória no Eurofestival

Cultura

  • 333

Portugal venceu hoje pela primeira vez o Festival Eurovisão da Canção, com "Amar pelos dois", interpretada por Salvador Sobral

Portugal ganhou este sábado, pela primeira vez, o Festival Eurovisão da Canção, com "Amar pelos dois", interpretada por Salvador Sobral.

A canção, com letra e música de Luísa Sobral, irmã de Salvador Sobral, obteve 758 pontos na votação combinada dos júris nacionais e do público, na final do festival disputada em Kiev, na Ucrânia, que foi transmitida em direto pela RTP1.

A final do Festival Eurovisão da Canção foi disputada por 26 países.

Salvador Sobral critica "mundo de música descartável" em que vivemos

O cantor Salvador Sobral, que venceu no sábado o festival da Eurovisão, um feito inédito para Portugal, considerou que a "música não é fogo-de-artifício, é sentimento" e que "vivemos num mundo de música descartável", apelando para uma mudança.

"Vivemos num mundo de música descartável, de música 'fast-food' sem qualquer conteúdo. Isto pode ser uma vitória da música, das pessoas que fazem música que de facto significa alguma coisa. A música não é fogo-de-artifício, é sentimento. Vamos tentar mudar isto. É altura de trazer a música de volta, que é o que verdadeiramente interessa", disse Salvador Sobral nas primeiras declarações após a vitória no festival.

O cantor falava depois de ter sido anunciada a sua vitória no festival da Eurovisão, e antes de interpretar novamente - acompanhado pela irmã, Luisa Sobral, autora da música e letra da canção - 'Amar pelos Dois', com a qual conquistou uma vitória inédita para Portugal na história do festival.

Mais tarde, em declarações à RTP, Salvador Sobral sublinhou tratar-se de "uma boa vitória também para a música no geral", apesar de saber "que estas coisas são muito efémeras, estes concursos, amanhã já ninguém se lembra".

"O importante é continuar a fazer música, mas sinto que é um bom passo que as pessoas tenham gostado desta música, que tem tanto conteúdo, emocional, lírico, melódico, acho que isto pode ajudar de alguma maneira, se calhar até nos anos próximos a Europa trazer músicas com um bocadinho mais de significado a todos os níveis", afirmou o cantor.

Questionado pelo apresentador José Carlos Malato sobre se esta vitória significa a entrada do cantor na história, Sobral disse não querer pensar nisso, recordando a digressão que tem agendada para os próximos meses, com concertos a partir do próximo sábado no Marco de Canavezes, seguindo-se o Cartaxo (26 de maio) e Ovar (27 de maio), antes de prosseguir a 10 de junho em Ílhavo com datas que continuam até agosto.

"A minha irmã tem um talento incrível, nunca duvidei e agora toda a Europa pode ver que qualquer canção que ela faça a Europa fica tocada", disse ainda Salvador Sobral num elogio à irmã.