Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Festival de Cannes no meio de uma polémica com Photoshop a mais de um mês de começar

Cultura

O cartaz da edição deste ano do Festival de Cannes é protagonizado por Claudia Cardinale, numa foto tirada em 1959, mas o facto de a cintura e anca da atriz italiana terem encolhido visivelmente está a provocar um coro de críticas

O Festival de cinema de Cannes só começa a 17 de maio, mas já está no centro de uma polémica que envolve o cartaz deste ano e o (ab)uso da edição de imagem na fotografia de Claudia Cardinale a rodar o vestido, captada há quase 60 anos, num telhado, em Roma.

A organização é acusada de "emagrecer" a atriz italiana. "Enquanto o poster é magnifico, a fotografia foi clara e deploravelmente manipulada para emagrecer as ancas da atriz", escreve a revista Telerama, numa reação que se repete em vários meios de comunicação social, com o Liberation, por exemplo, a comentar que "Claudia Cardinale baixou um número de vestido numa virada".

No Twitter, as reações também não se fizeram esperar, com várias críticas à alteração o corpo da atriz a ser classificada como "desnecessária", "dramática", "ridícula" e desapotante".

O diretor do Festival, Thierry Fremaux, já saiu em defesa do cartaz, garantindo que este "foi muito bem recebido".

A atriz, por seu lado, agora com 78 anos, afirma, em comunicado, que se sente orgulhosa por ter sido escolhida para o cartaz e "encantada" com a escolha da foto em questão. Ao The Huffington Post, Claudia Cardinale foi mais longe e considerou que esta é "uma não questão". "Esta preocupação com o realismo não faz sentido aqui e, como feminista convicta, não vejo qualquer afronta ao corpo feminino. Há muitas coisas mais importantes para discutir no nosso mundo. Isto é só cinema", concluiu.