Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mastiksoul e Mariza juntos na luta pelos direitos das mulheres mas que afinal também podem ser dos homens

Cultura

Mário David Campos

  • 333

Em poucas semanas o tema Livre atingiu quase um milhão de visualizações no youtube e tornou-se um hino de libertação. E sem identidade de género.

Há uma espécie de toque de Midas que se sente em cada novo trabalho de Mastiksoul. O DJ e produtor musical vive numa permanente procura pela mistura de sonoridades aparentemente incompatíveis e quase sempre acerta na fórmula mágica. Poucos arriscariam, por exemplo, juntar o fado com a música eletrónica como ele o fez e, ao que parece, sem ferir suscetibilidades. Livre, o mais recente tema que compôs para Mariza, é um bom exemplo. "Quando comecei a compor quis construir algo que fosse fado. Não queria fazer um tema que a Mariza cantasse e em que não se sentisse à vontade. Tinha de ser alguma coisa dentro da sua zona de conforto", revela Mastiksoul à VISÃO. "Assim, acabei por fazer um tema eletrónico mas tive obrigatoriamente de ir buscar a guitarra portuguesa".

DR

Em menos de um mês o tema alcançou perto de um milhão de visualizações no youtube e já foi partilhada milhares de vezes na página de Facebook do produtor musical. No ano anterior, também os temas Good For You - num videoclip em que participa um grupo de jovens do Uganda - e Gasosa - uma canção que rapidamente se transformou na música de verão dos jogadores da seleção nacional durante o Euro 2016 de boa memória – alcançaram sucesso semelhante.

A diferença é que Livre acabou também por conseguir transformar-se num hino pelos direitos das mulheres, mesmo que não tenha sido essa a intenção de Dino, o autor da letra, nem do próprio Mastiksoul. "De todo. De resto, a letra pode ser vista dessa forma mas na verdade ela não tem sequer uma identidade de género e podia ser cantada por um homem também", explica o músico.

Mas outros dos segredos da energia do tema está também no videoclip, filmado a preto e branco e na voz da própria fadista. Uma escolha que não foi ao acaso, como revela Mastiksoul, que compôs o tema a pensar na Mariza mas sem que ela não fizesse a mais pequena ideia. Quando lhe mostrou a música ela aceitou de imediato. O resto da força, na opinião do produtor musical, "tem a ver com a letra e o apelo forte que transmite, que fez com que as pessoas a abraçassem de imediato".