Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Norah Jones: "Foi bom regressar ao piano"

Cultura

  • 333

Depois de quatro anos sem disco novo, Norah Jones está de volta com Day Breaks, um regresso às origens. "Mais jazz do que nunca". LEIA A ENTREVISTA NA VISÃO DESTA SEMANA.

Tudo começou, em 2002, com um disco, Come Fly With Me, que há muito ultrapassou a fasquia das 20 milhões de cópias vendidas em todo o mundo - uma história de sucesso incomum na indústria musical deste século XXI. Mais tarde, para não repetir a fórmula vencedora, Norah Jones afastou-se desse registo entre a tradição do jazz vocal feminino e uma toda country. Depois de discos mais próximos do registo pop e rock, a cantora americana, 37 anos, regressa agora a essa matriz inicicial. São 12 novas canções (incluindo uma versão de Neil Young e outra de Duke Ellington) com a participação do saxofonista Wayne Shorter em quatro delas. Norah Jones gosta de sublinhar como "foi bom regressar ao piano" e assume que este é o seu disco mais próximo do universo do jazz. "De certo modo é um regresso, sim, mas para mim tudo o que faço me parece novo, vejo aqui muitas mudanças". Day Breaks chega às logas nesta sexta-feira, 7 de outubro. Leia mais na VISÃO desta semana.

VEJA O VÍDEO DE CARRY ON, UMA DAS NOVAS CANÇÕES DE NORAH JONES

SAIBA MAIS SOBRE O REGRESSO DE NORAH JONES NA VISÃO DESTA SEMANA, JÁ ESTA QUARTA-FEIRA NAS BANCAS

DISPONÍVEL TAMBÉM: