Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Norah Jones: "Foi bom regressar ao piano"

Cultura

Depois de quatro anos sem disco novo, Norah Jones está de volta com Day Breaks, um regresso às origens. "Mais jazz do que nunca". LEIA A ENTREVISTA NA VISÃO DESTA SEMANA.

Tudo começou, em 2002, com um disco, Come Fly With Me, que há muito ultrapassou a fasquia das 20 milhões de cópias vendidas em todo o mundo - uma história de sucesso incomum na indústria musical deste século XXI. Mais tarde, para não repetir a fórmula vencedora, Norah Jones afastou-se desse registo entre a tradição do jazz vocal feminino e uma toda country. Depois de discos mais próximos do registo pop e rock, a cantora americana, 37 anos, regressa agora a essa matriz inicicial. São 12 novas canções (incluindo uma versão de Neil Young e outra de Duke Ellington) com a participação do saxofonista Wayne Shorter em quatro delas. Norah Jones gosta de sublinhar como "foi bom regressar ao piano" e assume que este é o seu disco mais próximo do universo do jazz. "De certo modo é um regresso, sim, mas para mim tudo o que faço me parece novo, vejo aqui muitas mudanças". Day Breaks chega às logas nesta sexta-feira, 7 de outubro. Leia mais na VISÃO desta semana.

VEJA O VÍDEO DE CARRY ON, UMA DAS NOVAS CANÇÕES DE NORAH JONES

SAIBA MAIS SOBRE O REGRESSO DE NORAH JONES NA VISÃO DESTA SEMANA, JÁ ESTA QUARTA-FEIRA NAS BANCAS

DISPONÍVEL TAMBÉM: