Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Guilherme Pinto vence Matosinhos com maioria absoluta

Autárquicas 2013

  • 333

A VISÃO Acompanha a noite eleitoral em Matosinhos

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013
1 / 11

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013
2 / 11

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013

3 / 11

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013
4 / 11

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013
5 / 11

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013
6 / 11

Manuel Pizarro - Autárquicas 2013

Rui Moreira - Autárquicas 2013
7 / 11

Rui Moreira - Autárquicas 2013

Rui Moreira - Autárquicas 2013
8 / 11

Rui Moreira - Autárquicas 2013

Rui Moreira - Autárquicas 2013
9 / 11

Rui Moreira - Autárquicas 2013

Rui Moreira - Autárquicas 2013
10 / 11

Rui Moreira - Autárquicas 2013

Rui Moreira - Autárquicas 2013
11 / 11

Rui Moreira - Autárquicas 2013

22:35 - Guilherme Pinto faz parar o trânsito em pleno centro de Matosinhos à saída da sua sede de campanha. lá dentro, minutos antes, depois de se calarem as vozes que gritavam efusivamente o seu nome e se baixarem as garrafas de champanhe que comemoravam a maioria absoluta, repetiu várias vezes que a sua candidatura fez história. "Fizemos história ao demonstrar que quando os cidadãos querem não estamos sujeitos à ditadura dos partidos"; "Fizemos história ao demonstrar que os partidos são essenciais à Democracia, mas têm de mudar o seu funcionamento para continuar a corresponder às expectativas dos cidadãos'. Guilherme Pinto nunca referiu o nome do Partido Socialista, que apoiou António Patada, determinando o seu avanço como independente, mas muitas afirmações soaram a recados. 'Não basta tomar de assalto um aparelho partidário para conquistar a população. A população sabe muito bem quem quer, como quer e quem melhor lhe serve". Aos matosinhenses prometeu cumprir as duas grandes prioridades de campanha: o emprego e a solidariedade. Despediu-se com um apelo à cidadania e com a vontade de que "Matosinhos seja o pólo que vai fazer com que a Área Metropolitana do Porto e o Norte saiam desta crise".

21:44 Ouvem-se foguetes. Maioria absoluta para Guilherme Pinto

21:41'A vitória é nossa e o outro lado fica do outro lado' (referindo-se à candidatura de António Parada, cuja sede fica do outro lado da Praça), diz a voz que se ouve pelo altifalante em frente à sede de Guilherme Pinto. Temiam-se confrontos, dada a proximidade, entre os apoiantes das duas candidaturas. Os agentes da PSP já dispersaram, já não há viaturas da Polícia estacionadas em frente à Câmara.

21:15 - Guilherme Pinto já elegeu cinco, os que tinha, está na iminência de eleger o sexto e ter a sua primeira maioria absoluta

20:40 - Batem-se palmas na sede do Guilherme Pinto. O ambiente é diametralmente oposto à da sede de Parada, do outro lado da praça. Fala-se em maioria absoluta

20:39 - Parada já esta sede de candidatura. Incrédulo com os resultados que lhe dão a derrota. "Para já, tudi indica que eu perdi.", diz em exclusivo à VISÃO.

20:29 - O presidente Guilherme Pinto aguarda o encerramento da contagem no interior da Câmara de Matosinhos, junta da mulher Isabel Fragoso, sua assessora de imprensa, da empresa Multicom

20:23 Ainda não se festeja na sede de Guilherme Pinto, mas os semblantes são de tristeza na sede do Parede. As notícias que chegam por telemóvel parecem nao ser as melhores...

20h10 - Em Matosinhos, os jornalistas andam numa peregrinação. Ora espreitam a sede de Guilherme Pinto, de uma lado do Jardim da Câmara Municipal, ora sobem ao primeiro andar da sede de António Parada, do lado oposto. A PSP tem alguns agentes no meio, em 'território neutro', mas os agentes não revelam orientações superiores. Numa sede e noutra, os apoiantes revelam a ansiedade. Como António do Mar, votou em Parada e, enquanto aguarda os resultados, já roeu as unhas todas... 

20h00 - Na sede de Guilherme Ponto batem-se palmas quando a RTP anuncia a vitória do independente Rui Moreira no Porto.

20h00 - Explosão de euforia na sede de campanha de Parada, mas ninguém da campanha explica porquê. Tudo expectante na sede do Guilherme Pinto  em Matosinhos..